Terça, 22 de Junho de 2021 19:22
86999100869
Geral O Troco

O troco: Empresário Marcelino Lopes é impedido de falar na CPI dos Transportes

Ele se apresentou como representante da legal da empresa, mas o vereador Dudu não aceitou a substituição.

09/06/2021 07h44
Por: Redação
Marcelino Lopes
Marcelino Lopes

Realmente a máxima de que o que de faz aqui paga aqui é verídica no mundo em que vivemos. Por vezes o vereador Dudu(PT) tentou ser a voz rouca da população no emblemático problema do transporte público de Teresina nas gestões tucanas e era impedido de falar. Agora o jogo virou, o vereador que preside a CPI do Transporte Púbico de Teresina deu o troco e bem dado.

Entenda

Durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte, que apura possíveis irregularidades na execução do contrato da licitação do transporte público urbano de Teresina, nesta terça-feira (08), o empresário Marcelino Lopes foi impedido de falar por não ser sócio da empresa Transfácil. Marcelino é o vice-presidente do SETUT e sempre teve voz ativa, até mesmo na hora de barrar a voz do vereador Dudu quando o mesmo lutava por um transporte público melhor para Teresina e seu povo.

Marcelino, que é esposo de uma das sócias da empresa, se apresentou como representante da legal, mas o presidente da CPI, vereador Dudu, não aceitou a substituição, já que ele afirmou que somente o sócio da empresa seria ouvido. Houve uma breve discussão entre Dudu e o empresário, que foi resolvida rapidamente.

“Minha esposa é sócia com meu cunhado da empresa Transfácil e eu sou procurador da empresa, como o convite da CPI foi feito ao representante legal da empresa e assim, eu sou, há anos, pois sou eu que cuido dessa parte operacional e meu cunhado cuida da parte de manutenção, então todos esses assuntos que estão sendo tratados diz respeito a minha pessoa dentro da empresa que trabalhamos. Mas, a CPI entendeu que não quer ouvir procurador, acho que é um direito dela, eu discordo particularmente, não tem problema nenhum, na quinta-feira vem o meu sócio e vai responder”, explicou.

A oitiva de Moisés Sérvio, sócio da Transfácil e cunhado de Marcelino ficou remarcada para a próxima quinta-feira (10).

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jornalista Thiago Maciel
Sobre Jornalista Thiago Maciel
Thiago Maciel é Bacharel em Direito e Jornalista no estado do Piauí.
Teresina do Piauí - PI

Teresina do Piauí - Piauí

Sobre o município
Notícias de Teresina - PI
Ele1 - Criar site de notícias