Quinta, 28 de Outubro de 2021
°

-

Cidades Briga Judicial

Defensoria pede suspensão de desapropriação de terreno do Grupo Claudino

A idosa Maria da Conceição e sua família travam uma batalha para garantir direito de permanecer no local.

17/09/2021 às 07h56
Por: Redação
Compartilhe:
Defensoria pede suspensão de desapropriação de terreno do Grupo Claudino

A  Defensoria Pública do Estado do Piauí, através da defensora interina da 1ª Defensoria de Direitos Humanos e Tutelas Coletivas, Daniela Neves Bona, protocolou petição solicitando a imediata suspensão do cumprimento de sentença na ação de desapropriação movida pelo Grupo Claudino, em desfavor da desempregada Maria da Conceição Pereira da Silva. Nos últimos anos, ela tem travado uma verdadeira batalha na Justiça para defender a garantia de permanecer em um terreno localizado na Rua Cícero Carvalho, zona leste de Teresina, onde, atualmente, está sendo erguida uma mansão que seria para o empresário João Vicente Claudino. A petição foi juntada ao processo na última segunda-feira, 6 de setembro de 2021.

 

No pedido, a Defensoria Pública argumentou que fatos novos anexados ao processo comprovam que no referido imóvel sobrevivem outras cinco famílias, além da matriarca Maria da Conceição, todas pertencentes ao mesmo núcleo familiar, contendo a presença de crianças e idosos, de forma mansa e pacífica, há 39 anos, conforme atesta a declaração da Associação de Moradores do Planalto Ininga – AMOPI.

 

Em entrevista  na sexta-feira (10), a defensora pública Daniela Bona afirmou que as novas provas anexadas ao processo reforçam a garantia da manutenção do direito das famílias permanecerem no imóvel.

 

“Existem fatos novos. A família da dona Maria nos procurou e disse ter conseguido uma declaração da Associação de Moradores, onde atesta que a família reside naquele terreno há mais de 39 anos. Em virtude disso, nós buscamos essa prova e fizemos uma petição, juntando essa prova e, além dela, outras bastante importantes para fundamentar a tese defendida por nós e juntamos também matérias que foram feitas pela imprensa, pontuou a defensora.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias