Quinta, 28 de Outubro de 2021
°

-

Geral Denúncia Eleitoral

Presidente do CRF Luiz Junior manda coagir e demitir farmacêutico que nao quis lhe apoiar

Segundo a denúncia deste caso de coação com cunho eleitoral, o presidente do CRF e gerente da rede Globo de Farmácias, Luiz Junior, mandou que seu cabo eleitoral e candidato a conselheiro regional, Danilo Deric, coagisse o farmacêutico Gustavo, que também é candidato a Conselheiro do CRF-Paiuí apoiado pela oposição a atual gestão de Luis Junior

04/10/2021 às 11h08 Atualizada em 07/10/2021 às 11h08
Por: Redação
Compartilhe:
Luis Júnior, Presidente do CRF Piauí e diretor nas Drogarias Globo
Luis Júnior, Presidente do CRF Piauí e diretor nas Drogarias Globo

O Portal Tribuna Piaui teve acesso à gravação de uma ligação telefônica entre o Farmacêutico Danilo Déric, candidato a conselheiro regional de farmácia na chapa do atual presidente Luiz Júnior; e o Farmacêutico Gustavo, candidato a Conselheiro do CRF - Piauí pela oposição, no qual Gustavo foi demitido de seu emprego na empresa Drogarias Globo após ser coagido por Danilo Deric a apoiar o atual presidente Luiz Junior e ter se negado.

 

Segundo a denúncia deste caso de coação com cunho eleitoral, o presidente do CRF e gerente da rede Globo de Farmácias, Luiz Junior,  mandou que seu cabo eleitoral e candidato a conselheiro regional, Danilo Deric, coagisse o farmacêutico Gustavo, que é candidato a Conselheiro do CRF - Paiuí apoiado pela oposição a atual gestão de Luiz Junior.

 

No áudio o então funcionário das Farmácias Globo diz para Dr. Gustavo que a empresa, Farmácias Flobo teria candidatos ao CRF/PI e que o mesmo deveria seguir essa chapa.

 

Dr. Gustavo argumenta que respeita a todos, mas que iria ficar com a oposição. O fato é que Gustavo candidatou-se com a oposição e foi demitido do emprego de farmacêutico na referida empresa. Configurando o uso da máquina privada em pleito eleitoral da classe.

 

Salienta-se que empresas privadas não podem interferir nas eleições de empresa pública, como é o Conselho Regional de Farmácia do Piauí, podendo ser configurado o crime de improbidade administrativa para o atual presidente do CRF/PI; e crime eleitoral, podendo levar à cassação de mandatos da chapa, em eventual eleição.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias