Quinta, 27 de Janeiro de 2022
°

-

Geral Dívida

Dono de hotel em Teresina denuncia River alegando dívida de R$ 12 mil

O sócio do hotel afirma não conseguir entrar em acordo com o clube e enfrentar dificuldades para receber.

12/01/2022 às 10h48
Por: Redação
Compartilhe:
Dono de hotel em Teresina denuncia River alegando dívida de R$ 12 mil

Antes mesmo da bola rolar pelo Campeonato Piauiense o que mais vem chamando atenção no River é a situação extracampo. Após os problemas com paralisação de funcionários alegando seis meses de salários atrasados o dono de um hotel da capital afirma que o time deve ao estabelecimento mais de R$ 12 mil em diárias referentes a hospedagem de membros da comissão técnica do clube do mês de setembro até dezembro de 2021. 

 

A dívida inicial seria de pouco mais de R$ 20 mil  e uma parte do valor foi pago na segunda quinzena de dezembro, mas o valor que seria referente a última parcela, o sócio do hotel afirma não conseguir entrar em acordo com o clube e enfrentar dificuldades para receber. 

 

“Entramos várias vezes em contato com os dirigentes do River e não obtivemos sucesso. Na segunda quinzena de dezembro após insistente cobrança e conversas diretas com o Evaldo (um dos diretores do River) foi pago parte do debito que inicialmente era de R$ 22.445,00 e hoje estamos diante um calote de R$ 13.480,00”, explicou Wilson Chaves, um dos sócios do hotel. 

 

Segundo os relatos de Wilson Chaves, um veículo que pertence ao clube ficou preso no hotel. O que ele alega está usando como garantia para tentar receber o valor em débito. 

 

Através de sua assessoria a equipe do River informou que está ciente do problema e vem conversando constantemente com os responsáveis pelo hotel e que a intenção é sanar o debito o mais rápido possível, pois a situação está lesando inclusive o nome de profissionais do clube. A intenção é quitar o valor ainda no mês de janeiro, mas não fixou data. 

 

O River vive sua reta final de pré-temporada e nos últimos meses os problemas externos tem chamado mais atenção do que a preparação do elenco. O time vive imbróglio na justiça em torno da presidência já que a justiça anulou as eleições que aclamaram Ítalo Rodrigues presidente. Algumas semanas atrás os funcionários pararam suas atividades alegam estar com seis meses de salários em atraso e como forma de dar força ao movimento os atletas não treinaram. 

 

Paralelo a isso o técnico Wallace Lemos e seus comandados tentam se concentrar na estreia do Campeonato Piauiense que acontece no dia 15 de janeiro, sábado, às 16h, no estádio Gerson Campos, na Capital da Fé. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias