Anúncio
Geral Fiscalização

MP-PI investiga denúncias de nepotismo e contratos licitatórios em Várzea Grande

Os contratos são relacionados à adesão a contratos de outras entidades, procedimento conhecido como carona, que pode ferir os princípios da legalidade, impessoalidade e eficiência.

23/04/2021 09h39 Atualizada há 1 semana
Por: Redação
MP-PI investiga denúncias de nepotismo e contratos licitatórios em Várzea Grande

O Ministério Público do Piauí, por intermédio da Promotoria de Justiça de Elesbão Veloso, instaurou dois inquéritos civis no município de Várzea Grande. O primeiro possui o objetivo de apurar a legalidade de procedimentos licitatórios e de contratos, enquanto o segundo tem o intuito de verificar denúncias de nepotismo na gestão municipal. Os documentos são assinados pelo promotor de Justiça José William Pereira Luz.

O primeiro inquérito civil foi instaurado para apurar possíveis atos de improbidade administrativa praticados pelo gestor municipal de Várzea Grande juntamente à comissão de licitação através da contratação das empresas Link Card Administradora de Benefícios Eireli, cujo o valor do contrato é R$ 4.098.177,76; Francisco E.A. da Silva ME, com contrato no valor de R$ 11.000,00; e José Flávio dos Santos, cujo o contrato tem o valor de R$ 16.200,00. Os contratos são relacionados à adesão a contratos de outras entidades, procedimento conhecido como carona, que pode ferir os princípios da legalidade, impessoalidade e eficiência.

Como providências iniciais, o integrante do MP determinou o envio de ofício ao Prefeito Municipal para apresentar informações, como a motivação para não ter realizado procedimento licitatório próprio, com possibilidade de concorrência local; o levantamento das necessidades do Município, com valor a ser executado durante a execução do contrato; o nome dos responsáveis pela contratação e fiscalização, por parte do Município, dentre outros dados.

Já o segundo inquérito foi instaurado a partir de representação na ouvidoria do MP indicando que há nepotismo direto e cruzado no município de Várzea Grande, além de nomeação de pessoas para cargos que exigem nomeação de servidor efetivo, como membros de Comissão de Licitações e Controlador Municipal.

Diante de tais fatos, o integrante do MP determinou envio de ofício ao Município para manifestar-se sobre as irregularidades, devendo comprovar que não há nepotismo, e que a nomeação de Controlador Municipal ocorreu dentre os integrantes do quadro efetivo de servidores municipais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jornalista Thiago Maciel
Sobre Jornalista Thiago Maciel
Thiago Maciel é Bacharel em Direito e Jornalista no estado do Piauí.
Sobre o município
Notícias de Várzea Grande - PI
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias